Barcelona: Não perca a oportunidade de conhecer o Parc de la Ciutadella

O Parc de la Ciutadella é um dos lugares mais especiais de Barcelona. É o pulmão verde da cidade, único parque localizado no coração da cidade.

 Você não pode ir a Barcelona e deixar de conhecer este lugar. Nós optamos por conhecer o parque de bicicleta. Mas pode-se descobrir o parque de muitas maneiras: revendo a história da antiga cidadela militar e da Exposição Universal de 1888, ou simplesmente desfrutar do ambiente e participar de algumas das muitas atividades culturais que acontecem. O parque nunca desilude. Atmosfera agradável, lagos, fontes e muitos espaços verdes fazem deste lugar uma delícia.

É um lugar que os barceloneses e os moradores da cidade adoram frequentar, principalmente na primavera e no outono. Tem gente fazendo piquenique, se reunindo com os amigos, tomando uma sangria. Sugiro que alem de tudo isso, você se jogue na grama e espere o tempo passar. Nestas estações o parque sempre fica mais cheio, porque ainda não é temporada de praia, mas é um lugar perfeito para curtir o sol e o bom tempo.

Para chegar lá, vá primeiro ao Arc del Triunfo (linha 1 (vermelha) do metrô). O arco não comemora nenhuma vitória, como a maioria pensa. Foi construído para ser a porta de entrada da Exposição de 1888. Hoje ele é mais um dos símbolos da cidade, que traz beleza à paisagem. Um lugar curtido por todos que ali passam. O caminho entre o Arco e o Parque de la Ciutadella leva o nome do prefeito da cidade durante a Guerra Civil Espanhola: Lluís Compayns. Neste passeio o único prédio da exposição que sobrou foi o Palácio da Justiça.

Arc du triump (2)

Atravesse a rua e encontrará uma das entradas ao Parc de la Ciutadella, o parque mais antigo de Barcelona.

O parque ocupa o espaço onde, durante 150 anos, foi uma fortaleza, “Ciutadella”, construída pelo rei Felipe V, no século XVIII. Em 1869 o lugar deixou de ser uma fortaleza, sendo devolvido à Barcelona, passando a ser um parque. No final do século XIX o recinto abrigou a Exposição Universal de 1888, cujos vestígios já falamos.

 

Atualmente, o parque abriga o Parlamento da Catalunha (edifício do antigo arsenal), um Instituto de educação secundária (antiga casa do governador da Ciutadella), e também a réplica, em tamanho natural, de um Mamute. Da exposição de 1888 resta o Castelo dos 3 Dragões, que era o café da exposição, obra do arquiteto modernista Domènech i Montaner, e uma cascata que Gaudí ajudou a construir, quando ainda não era famoso. Lá também tem um jardim de inverno, exemplo típico de arquitetura de ferro e cristal dos tempos da torre Eiffel.

O Castell dels Tres Dragons. Continuando pelo passeio principal, estão o Hivernacle e o Umbracle, duas grandes estufas instaladas no parque.
O Castell dels Tres Dragons. Continuando pelo passeio principal, estão o Hivernacle e o Umbracle, duas grandes estufas instaladas no parque.

O grande Mamute presente no parque fazia parte de um projeto que tinha por objetivo construir varias réplicas de animais pré-históricos. Mas a morte de seu idealizador Norbert Font i Sague, e a falta de recurso impediu a continuação a ideia. Hoje ele faz a festa dos pequenos. Uma gigantesca e impressionante reprodução. Não deixe de tirar uma foto.

Parc de la Ciutadella (7)

Aproveitando este gostoso passeio, você poderá encontrar o pequeno lago com sua grande cascata monumental. Aproveite para subir pela escadaria lateral da fonte e apreciar a vista do parque de cima. O conjunto todo é muito bonito. No alto da cascata há um grande grupo escultórico, o carro de l’Aurora, obra do escultor catalão Rossend Nobas (1838-1891), para a Exposição Universal de 1888. Seu mais recente restauro terminou em meados de 2009, gerando muita polêmica por ter sido feito utilizando um banho de ouro.

IMG_6018

A parte central do Ciudadela é ocupada por um grande lago, rodeado por verde, com patinhos encantando com seu charme. Lá você pode alugar por meia ou uma hora um barco a remo, para navegar. É um dos locais mais visitados e românticos.

Se quiser pode também, jogar ping-pong, andar de barco pelo lago ou escutar música, de qualidade e gratuita, oferecida pela prefeitura no coreto.

*Crédito de imagens: Surian Dupont e Felipe Emanuelli

O Zoológico de Barcelona fica grudadinho ao parque.

E você o que achou do Ciudadela?