Khadro Ling, a casa dos budas tibetanos

Um dos maiores Templos Tibetanos da América Latina, está localizado no Brasil, mais precisamente na cidade de Três Coroas (RS), 90km da capital Porto Alegre. Fica num local privilegiado da cidade, com uma paisagem de tirar o fôlego, em um dos pontos mais altos, a 450m em relação ao nível do mar. O acesso é pela RS 115 e RS 020, e depois por estrada de chão.

O Templo Khadro Ling, sedia o Chagdud Gonpa Brasil, destinada ao estudo e prática do budismo tibetano, que também disponibiliza moradia aos praticantes. Idealizado por Chagdud Tulku Rimpoche, grande mestre da filosofia, reconhecido por sua espiritualidade, sabedoria e compaixão.

Bandeiras de Mantras, Crédito de imagem Surian Dupont
Bandeiras de Mantras, Crédito de imagem Surian Dupont

A paz e a espiritualidade do local é de uma grandeza fantástica. Reservamos à tarde de um sábado para fazer esta programação “zen”. Passeamos lentamente por cada ponto do centro, um complexo de monumentos sagrados. Começamos pelo templo. Seu interior foi todo pintado a mão. Colorido, com lindas esculturas, mandalas, bandeiras de orações, símbolos auspiciosos, oferendas, e pertences dos praticantes.

Entrada do Templo Khadro Ling. Crédito de imagem Surian Dupont
Entrada do Templo Khadro Ling. Crédito de imagem Surian Dupont
Interior do templo. Crédito de imagem Surian Dupont
Interior do templo. Crédito de imagem Surian Dupont

Dentro do templo existe a oportunidade de ofertar lamparinas. São oferendas de luz, acesas todos os dias, com o objetivo de dispersar obstáculos da vida dos que as oferecem. Você pode dedicar para si ou em benefício a outro. O valor da doação para cada lamparina é de R$2,50, que pode ser feita diretamente no templo, ou até mesmo por transferência bancária, enviando a mensagem ou prece por e-mail.

 

Estupas ou Stupas – que significa “suporte para oferendas” é um símbolo do potencial que cada um tem para alcançar a iluminação. O local possui oito estupas. Elas contêm no seu interior milhares de orações, relíquias de budas, estátuas, incenso e muitas outras substâncias raras e preciosas. Podem inclusive ter restos mortais. Possuem o poder de restaurar, no seu ambiente circundante, a energia da terra e ajudar a equilibrar os seus elementos, prevenindo os desastres naturais e ambientais. Promovendo a paz, felicidade, saúde e prosperidade. Assim, nos foi explicado. Disseram também, que ao visitar este monumento é bom caminhar à sua volta – fazendo a kora (tibetano) – no sentido horário, que cria enormes benefícios, tais como: apaziguar ódios e conflitos, evitar e curar doenças, aumentar a produtividade, aumentar a fortuna e a virtude, acalmar o espírito e a mente, desenvolver o bem estar e o bom coração. Todos os ensinamentos são lindos e te trazem conforto.

Estupa. Crédito de imagem Surian Dupont.
Estupa. Crédito de imagem Surian Dupont.
Estupas. Crédito de imagem Surian Dupont.
Estupas. Crédito de imagem Surian Dupont.

As rodas de orações giram sem parar, emanando fé. Dentro delas ficam mantras, escritos em papel, que ao girarem emitem esta mensagem. Caminhamos em volta delas em sentido horário, recebendo a energia positiva que estas palavras sagradas enviam. O Mantra da Compaixão (OM MANI PADME HUM), é escrito diversas vezes e colocado no interior das rodas de oração do mundo inteiro. Sentimos que assim, as preces deles nunca param…

Casa das Rodas de Oração. Crédito de imagem Surian Dupont
Casa das Rodas de Oração. Crédito de imagem Surian Dupont
Rodas de oração. Crédito de imagem Surian Dupont
Rodas de oração. Crédito de imagem Surian Dupont

As estátuas enormes do Buda e do Riponche também estão lá. São lindas, enormes e cheias de vida. Tudo tem muita cor, vida. É vibrante, energética, trazendo alegria pra alma.

Um dos budas da meditação exaltados no pátio do templo. Crédito de imagem Surian Dupont
Um dos budas da meditação exaltados no pátio do templo. Crédito de imagem Surian Dupont
Riponche. Crédito de imagem Surian Dupont
Riponche. Crédito de imagem Surian Dupont

Independente de sua crença religiosa, este lugar te trará uma energia única, de paz, tranquilidade e felicidade. Saímos de lá re-energizadas.

# Dica: é uma organização religiosa sem fins lucrativos, e se mantém de doações.

 

Serviço:

A visitação no Templo é gratuita.

Horário de visitação: quartas às sextas: das 9h30 às 11h30 e das 14h às 17h.

Sábados e domingos: das 9h às 16h30.

Segundas e Terças: fechado à visitação.

Práticas de meditação abertas ao público

Meditação de Tara Vermelha: domingos às 9h (chegue com 15 min. de antecedência).

De carro: A partir de Porto Alegre: siga pela RS-020 em direção a São Francisco de Paula. Dobre à esquerda na parada de ônibus 177, seguindo a sinalização para o centro budista.

De ônibus: A Citral tem uma linha direta de ônibus de Porto Alegre até Três Coroas. Confira os horários clicando aqui. Da rodoviária, é necessário pegar um táxi até o centro budista.

Existe também uma lojinha de artigos budistas.

VisiteTemplo Khadro Ling