Entre espumantes e uma bela paisagem, na Pousada Don Giovanni

A Don Giovanni concentra todas estas maravilhas em um só local – vinhedos, vinícola, pousada e restaurante. Fazendo nossa estada inesquecível.

O blog Garfo & Mala foi convidado a conhecer e desfrutar de um final de semana na Pousada Don Giovanni, localizada em Pinto Bandeira (RS), a 12km de Bento Gonçalves. A pousada é uma graça, foi montada na antiga casa da propriedade, um casarão em estilo colonial de 1930. A decoração é rústica, lembrando bastante a época, mas com muita comodidade. Nosso quarto, aconchegante e confortável (todos apartamentos possuem banho privativo). Alguns quartos possuem até jacuzzi com vista aos parreirais, perfeito para os casais apaixonados, ou para a lua de mel.

Vista da janela do nosso quarto da pousada. Crédito de imagem Surian Dupont
Vista da janela do nosso quarto da pousada. Crédito de imagem Surian Dupont
Apto 1, que ficamos hospedados. Crédito de imagem Surian Dupont
Apto 1, que ficamos hospedados. Crédito de imagem Surian Dupont

Na manhã do sábado, acordamos para tomar o café da manhã, servido na sala do piso inferior. Repleto de gostosuras coloniais. Ficamos sem saber o que servir primeiro..

Estas foram as minhas escolhas pra iniciar o dia. Crédito de imagem Surian
Estas foram as minhas escolhas pra iniciar o dia. Crédito de imagem Surian

Aproveitamos a manhã para conhecer o ‘Caminho dos Vinhedos’ que o local oferece.  Caminhamos, sem pressa, por toda a propriedade para conhecer os parreirais, nos quais existem as informações dos tipos de uvas lá plantadas. A paisagem é muito bonita. Encontramos inclusive nogueiras no caminho, paramos para comer algumas nozes que haviam caído – yumi. Nos conectando com a natureza.

Percorrendo os Vinhedos. Crédito de imagem Surian Dupont
Percorrendo os Vinhedos. Crédito de imagem Surian Dupont
Conhecendo os vinhedos. Crédito de imagem Tales Dupont
Conhecendo os vinhedos. Crédito de imagem Tales Dupont

À tarde fizemos o tour pela vinícola Don Giovanni, que fica colada a Pousada. Daniel Panizzi, diretor comercial da vinícola, foi quem nos mostrou o local e nos contou como funciona.

Vinícola e loja DG. Crédito de imagem Surian Dupont
Vinícola e loja DG. Crédito de imagem Surian Dupont
Brandy da marca. Crédito de imagem Surian Dupont
Brandy da marca. Crédito de imagem Surian Dupont

O maior foco da Don Giovanni são os espumantes, elaborados pelo método champenoise. Que consiste numa segunda fermentação de um vinho base, dentro da própria garrafa, proporcionando intensidade de sabor ao produto. Ele explicou ainda que a região de Pinto Bandeira vem sendo considerada um dos melhores terroirs do mundo para elaboração de espumantes. Também comentou, sobre como fazem o controle de pestes nos vinhedos, que é com o uso do TPC (Thermal Pest Control / Controle térmico de pestes), que assegura a redução significativa do uso de agrotóxicos e pesticidas. Conhecemos as lindas caves.

Caves DG. Crédito de imagem Surian Dupont
Caves DG. Crédito de imagem Surian Dupont
Garrafas em maturação, caves DG. Crédito de imagem Surian Dupont
Garrafas aguardando a maturação do espumante, caves DG. Crédito de imagem Surian Dupont

Pra finalizar fomos até a charmosa caixa d’água do local, que fica em meio aos parreirais, para ver o pôr-do-sol e degustar as espumantes Rosé Brut e Nature – esta última especialmente fantástica, tornando nossa estada na Don Giovanni uma experiência única.

Degustando. Crédito de imagem Tales Dupont
Degustando. Crédito de imagem Tales Dupont

As caçarolas da Pousada entraram em ação no cair da noite. O jantar harmonizado foi servido a partir das 20hs, e nós não iríamos perder – já havíamos reservado (valores a consultar).  Não podemos deixar de falar do charme da Cantina, de pedra, iluminada por velas.

A iluminação da cantina. Crédito de imagem Surian Dupont
A iluminação da cantina. Crédito de imagem Surian Dupont

E os pratos um melhor que o outro: salada com molho de redução de vinho, risoto de alcachofras, frango ao molho de vinho tinto e pra fechar com chave ouro cassata com calda de espumante. De comer de joelhos!

O prato principal: risoto de alcachofras - cultivadas no local. Delicia. Crédito de imagem Surian Dupont
O prato principal: risoto de alcachofras – cultivadas no local. Delicia. Crédito de imagem Surian Dupont

Para harmonizar com todas estas maravilhas os vinhos e espumantes Don Giovanni. Grande parte do que é oferecido no cardápio, como temperos, legumes e hortaliças são produzidos ali mesmo.  Tudo com a melhor qualidade e servidos com o maior carinho, inclusive pelos proprietários da pousada, os quais nos explicavam prato por prato, vinho por vinho. Saímos satisfeitos e faceiros, direto pra cama.

Domingo, mais um gostoso café da manhã e hora de se despedir deste paraíso dos vinhos.

Jardim da pousada. Crédito de imagem Surian Dupont
Jardim da pousada. Crédito de imagem Surian Dupont

Ficamos encantados com a delicadeza que fomos recebidos. Queremos experimentar este destino no calor e aproveitar a piscina! Já que sabemos que com frio ele é bom demais.

Como de costume, vamos deixar aquela receita pra vocês, e esta é mais do que especial! É a calda de espumante, receita exclusiva, que a da dona Beatriz Giovannini, conhecida carinhosamente como Bita, desenvolveu e nos passou.  Dá o toque todo especial a sua cassata de sorvete, servida no jantar harmonizado na cantina do local.

Maravilha criada para acompanhar sobremesas

Cassata com calda de espumante. Crédito divulgação
Cassata com calda de espumante. Crédito divulgação

Os espumantes são elaborados a partir da segunda fermentação de um vinho. Por apresentar características diferenciadas, como menor volume alcoólico e maior acidez classificam-se como vinho base. Essa segunda fermentação do vinho base se dá em local fechado, no nosso caso da vinícola Don Giovanni, dentro da própria garrafa – processo champenoise. A DG  elabora produtos envelhecidos de 12 a 36 meses e agora uma série limitada, elaborado em homenagem a Sra. Beatriz Dreher Giovannini,  com envelhecimento de 70 meses,  ou seja, serão 5,8 anos de envelhecimento nas caves. No momento de finalizar o produto, é feito remuage para agrupar esses sedimentos no gargalo da garrafa, quando o mesmo é congelado. Tira-se a tampa de metal,  retira-se  esse pequeno depósito onde estão as leveduras, adiciona-se o licor de expedição e coloca-se a rolha e gaiola de metal para prendê-la, finalizando o produto que aguarda apenas para ser rotulado.

Com todos os anos e conhecimento na produção de vinhos dona Bita, resolveu usar as leveduras que são retiradas no momento do degourge, como matéria prima, para criar uma deliciosa calda de espumante.

E ela nos revelou este gostoso segredo, e vamos compartilhar com vocês

 

Ingredientes:

5 litros de leveduras

2 kg de açúcar

Cravo

Canela

 

Modo de fazer:

Ferver as leveduras e o açúcar até engrossar. Colocar cravo e canela a gosto.

Rendimento da calda: cerca de 1,5 litros

 

Ficou com água na boca? Não tem algum dos ingredientes para fazê-la? Corre na vinícola Don Giovanni para provar desta delícia…

 

Serviço

Don Giovanni
VRS 805 – Linha Amadeu (28) – Km 12
Pinto Bandeira – RS
Fones: + 55 (54) 3455.6293 e 3455.6294
Valores: conforme temporada – a verificar
www.dongiovanni.com.br
Horário de visitação, degustação e varejo:
Diariamente: 9:00 às 11:30 – 13:00 às 16:00
Sábados, Domingos e Feriados: 9:00 às 16:00

Sobre arte na DG: escultura-com-tronco-de-arvore-encanta-visitantes