Barcelona: Dicas rápidas de como curtir e conhecer a cidade

Você que não quer fazer somente programações de típico turista, apenas bebendo sangria e comendo paella na Rambla…

Veja as nossas dicas sobre as 22 coisas que você deve fazer nesta cidade. Não perca a chance de ver esta cidade com outros olhos, ao modo local.

  1. Perder-se pelas ruas estreitas do Borne e do Bairro Gótico e descobrir os pontos menos conhecidos da cidade.
Foto Surian Dupont
Born – Uma surpresa em cada ruela… Foto Surian Dupont
  1. Dar um passeio pelo Passeig de Gracia, com a cabeça levantada para desfrutar dos projetos do criativo e modernista Gaudi.
Casa Batló. Foto Surian Dupont
Casa Batló. Foto Surian Dupont
  1. Percorrer a pé, em patins ou bicicleta o Passeio Marítimo desde Barceloneta até ao Forum.
Orla de Barceloneta. Foto Surian Dupont
Orla de Barceloneta. Foto Surian Dupont
  1. Vocês já tomaram um Chupito na vida? Na Espanha, isso é comum. As Chupiterias são  uma “febre” em locais com alta concentração de jovens e uma boa pedida pra iniciar sua noite. (Chupito é um shot de bebida alcoólica misturado com outros ingredientes não alcoólicos em um copinho que varia do shot que conhecemos de 50 ml.) Então se prepare e vá até uma das Chupiterias mais tradicionais de Barcelona, a (http://www.espitchupitos.com/), e escolha o seu no imenso cardápio.

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

  1. Ver o show das águas dançantes, da Fonte Mágica de Montjuic. Fica em frente ao Castelo, ao ar livre. O show é gratuito e acontece em alguns dias da semana dependendo da estação do ano (outono e inverno de sexta e sábado das 19h às 21h, e na primavera e verão de quinta à domingo das 21h às 23:30hs). Um espetáculo bem bacana.
Fonte Mágica - Momentos lindos para curtir ao anoitecer de Barcelona. Foto Surian Dupont
Fonte Mágica – Momentos lindos para curtir ao anoitecer de Barcelona. Foto Surian Dupont
  1. Visitar o Museu Nacional de Arte da Catalunha, (em catalão: Museu Nacional d’Art de Catalunya) também conhecido pela sua sigla MNAC, está situado no Palácio Nacional, no Parque de Montjuïc, um lugar impressionante e cosmopolita, a cara de Barcelona.
O Museu Nacional encontra-se em local privilegiado. Foto Surian Dupont
O Museu Nacional encontra-se em local privilegiado. Foto Surian Dupont
  1. Fazer um piquenique ou passeio no Parc de la Ciutadella, rodeado por gente de todas as nacionalidades.
Ciutadella. O parque da cidade! Foto Surian Dupont
Ciutadella. O parque da cidade! Foto Surian Dupont
  1. Desfrute das deliciosas e bem servidas tapas frescas num dos bares típicos do bairro Gótico ou Born.
As delicias, em ordem: Pa amb tomàquet, sepia a la placha, buñuelos de bacalao, bomba picante, chistorra de pamplona, queso manchego, pulpitos a la plancha. Fotos Surian Dupont
As delicias, em ordem: Pa amb tomàquet, sepia a la placha, buñuelos de bacalao, bomba picante, chistorra de pamplona, queso manchego, pulpitos a la plancha. Fotos Surian Dupont
  1. Comer fantásticos “churros con chocolate” nas Xurrerias da cidade.
Huuuuuum... Foto Surian Dupont
Huuuuuum… Foto Surian Dupont
  1. Fazer uma pausa sentado nos degraus ao lado do MACBA (Museu de Arte Contemporânea), enquanto observa as manobras dos skatistas.
MACBA. Foto Surian Dupont
MACBA. Foto Surian Dupont
  1. Saia uma noite pelo bairro de Gracia e perca-se pelos bares e praças desta parte de Barcelona. Sente-se em um dos bares Praça do Sol (Plaza Del Sol).
Plaza del Sol, no bar Sol de Nit. Foto Surian Dupont
Plaza del Sol, no bar Sol de Nit. Foto Surian Dupont
  1. Provar o pa amb tomaquet (pão com tomate – em catalão)
Pa amb tomaquet. Crédito de imagem Surian Dupont

Nos dias de verão na Catalunha esse é “o” prato. Em alguns restaurantes  é servido de forma bem rústica: trazem o pão tostado, o alho, tomates fatiados e o azeite, para que o próprio cliente prepare.

É uma festança!

Quer aprender a fazer? Deu vontade experimentar?

Abaixo vou deixar a receita pra vocês.

Receita:

INGREDIENTES

– 1 pão italiano (redondo preferencialmente)

– 5 a 8 tomates bem maduros

– Azeite para untar o pão

– Sal a gosto

– 3 a 4 dentes de alho

 

MODO DE PREPARO

 

Corte o pão italiano em fatias de aproximadamente 1 dedo de largura (uns 2 cm)

Coloque as fatias em uma assadeira e leve ao forno

O objetivo é deixar um dos lados do pão levemente tostado, para que a superfície fique meio durinha, o que facilitará a aplicação do alho logo depois.

Se o forno for elétrico, coloque a assadeira bem próxima à grelha.

Caso seja forno a gás, coloque a assadeira na parte inferior, mais próxima à chama.

Não deixe o pão torrar!

Descasque o alho, pegue um dos dentes e passe sobre a superfície tostada do pão.

O dente de alho vai sendo ralado aos poucos, conforme você passa no pão.

Se você não suporta muito o alho, vá com calma nesta etapa.

Corte os tomates em metades e esfregue cada metade do tomate na superfície do pão que já recebeu o alho, de forma que todo esse lado do pão fique umedecido com o suco do tomate (inclusive sementes).

Jogue sal sobre o pão, para temperar o suco que foi absorvido.

Regue com azeite à vontade.

Esse prato catalão é muito bem acompanhado com vinho tinto!

 

  1. Reserve uma das refeições para comer no mercado publico municipal La Boquería.
Uma das bancas de La Boqueria. Delicias pra comer com os olhos. Foto Surian Dupont
Uma das bancas de La Boqueria. Delicias pra comer com os olhos. Foto Surian Dupont
  1. Vá ao castelo de Montjuic para contemplar o céu e as magníficas vistas sobre a cidade.
Foto Felipe Emanuelli
Foto Felipe Emanuelli
  1. Se fores no verão, não perca as sessões de cinema ao ar livre, no pátio do Castelo Montjuic.
Cinema ao ar livre - castelo de Mont Juic. Cenário incrível. Foto Surian Dupont
Cinema ao ar livre – castelo de Mont Juic. Cenário incrível. Foto Surian Dupont
  1. Observar a diversidade cultural característica de Barcelona na Rambla
La Rambla. Foto Surian Dupont
La Rambla. Foto Surian Dupont
  1. Dar um passeio pelo Parque Guell, num final de tarde para assistir ao pôr do sol (agende antecipadamente – agora tem horário marcado e custo para entrar 8 euros p.p.)
Parque Guell - Gàudi e a natureza. Foto Surian Dupont
Parque Guell – Gàudi e a natureza. Foto Surian Dupont
  1. Observar o show de iluminação noturno da torre Agbar (águas de Barcelona)
Beleza iluminada. Foto Surian Dupont
Beleza iluminada. Foto Surian Dupont

 

  1. Prove a típica comida catalana: esqueixada, escalibada, calçots amb romesco, butifarra de pagès, mel i mato, panellets, escudella, suquet
Mel i mato. Foto Surian Dupont
Mel i mato. Foto Surian Dupont
  1. Assista a um concerto no Palau de la Musica, enquanto se deixa deslumbrar pela sua fantástica acústica e arquitetura.
Palau de la musica Catalana. Foto Surian Dupont
Palau de la musica Catalana. Foto Surian Dupont
  1. Suba até o terraço da antiga Plaza de Toros, que hoje abriga um centro comercial (Arenas de Barcelona), pois as touradas foram proibidas na cidade. Fica em frente a Plaza de España (1 euro por pessoa para subir, com vista espetacular!). Pode também comer um petisco lá em cima, em um dos restaurantes.
Plaza de Toros, atualmente transformada em um centro comercial. Foto Surian
Plaza de Toros, atualmente transformada em um centro comercial. Foto Surian
SONY DSC
Vista do terraço – Plaza de España. Foto Surian dupont
  1. Não pode deixar de ir – Templo Expiatório da Sagrada Família, também conhecido simplesmente como Sagrada Família, é um grande templo católico da cidade catalã de Barcelona, desenhado pelo arquiteto catalão Antoni Gaudí. O projeto foi iniciado em 1882 e assumido por Gaudí em 1883, quando tinha 31 anos de idade, dedicando-lhe os seus últimos 40 anos de vida, os últimos quinze de forma exclusiva, que ainda não foi finalizada e continua em constante construção.
Sagrada Família. Foto Surian Dupont
Sagrada Família. Foto Surian Dupont

E tu, o que recomendas fazer em Barcelona?