Chapada dos Veadeiros: dicas do Garfo & Mala

Localizada no Nordeste de Goiás, próximo à Brasília (250km), guarda a maior porção de cerrado contínuo do mundo, garantindo a preservação da sua biodiversidade.

É conhecida como Berço das Águas, pois do topo de seus imensos paredões brotam nascentes de água cristalina que formam belas cachoeiras e compõe as principais bacias do continente Sul Americano. É um dos lugares mais lindos que já visitei no Brasil.

Abriga o Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, reconhecido como Patrimônio Natural Mundial pela UNESCO. Por ser uma das áreas de maior biodiversidade existentes no país.

Toda esta região fica sobre uma imensa placa de cristal de quartzo, o mais antigo patrimônio geológico do continente, formado ha quase 2 bilhões de anos.

Chapada dos Veadeiros abrange cinco municípios: Alto ParaísoCavalcanteColinas do Sul, São João D’aliança e Teresina.

É cortada pelo paralelo 14 e conhecida por sua beleza natural e riqueza da fauna e flora que compõem sua biodiversidade. Nas trilhas entre serras e veredas são inúmeros os atrativos turísticos como rios, canyonscachoeiras, águas termais, entre outros.

A Chapada também está envolta por misticismo e histórias de discos voadores. Fiquei encantada por conhecer esse pedaço incrível do país e, vou compartilhar com vocês meu roteiro e outras dicas de como organizar sua viagem para a Chapada dos Veadeiros.

 

Quando ir?

O turismo na região acontece o ano todo, não tendo uma melhor época para ir. Mas o clima na Chapada dos Veadeiros é dividido em 2 períodos:

  • O período de seca é de maio a setembro, quando os rios estão menos cheios e o ar é muito seco. Nesse período não há risco de tromba d’água, e as cachoeiras ficam mais acessíveis.
  • O período de chuvas é de novembro a abril, quando a paisagem está mais verde e os rios ficam mais volumosos. Algumas cachoeiras como a do abismo próxima à São Jorge e muitas outras só aparecem nessa época;

A época mais movimentada é  julho. E maio é a época mais florida.

Dicas

  • Não leve roupas claras, pois o pó é intenso e vermelho, deixando suas roupas claras todas manchadas e sujas num toque!
  • Antes de viajar para a Chapada, é fundamental vacinar-se contra a febre amarela com pelo menos 10 dias de antecedência;
  • Leve sempre lanches para trilha, e traga todo o seu lixo de volta.
  • Calçado adequado para as trilhas, amaciado;
  • Mochila para as caminhadas;
  • É bom trazer repelente;
  • Bancos em Alto Paraíso: BB e Itaú, lotérica (caixa) e correio (Bradesco);
  • Banco em Cavalcante: BB, lotérica (caixa) e correio (Bradesco);
  • Banco em São João d’Aliança: Itaú, lotérica (caixa) e correio (Bradesco);
  • Não há agências bancárias em Colinas do Sul e Teresina, somente lotérica (caixa) e correio (Bradesco);
  • Em São  Jorge não há bancos.
  • Telefonia celular em Alto Paraíso e São Jorge conta com todas as operadoras do Centro Oeste, em CavalcanteColinas do Sul e São João d’Aliança somente cobertura da Vivo, em Teresina não há sinal de celular;
  • O período de Seca o calor é intenso proteja-se com roupas leves, chapéus, e protetor solar. Beba muita água, pois o nível de umidade considerado igual ao de um deserto;
  • O período de chuvas: traga capa de chuva e um bom chapéu. Algumas cachoeiras como a do abismo próxima à São Jorge e muitas outras só aparecem nessa época;
  • Cartões de crédito e débito são pouco aceitos, com exceção de alguns estabelecimentos. O melhor é trazer dinheiro vivo;
  • Existem piscinas de águas termais na região, com temperatura abaixo da corporal.  É maneiro ir nesses lugares à noite, ou se estiver chovendo;
  • Durante os meses de maio/junho e setembro/outubro, é quando a vegetação explode em flores impressionantes, as famosas ‘flores do cerrado’. Pra quem fotografa é um prato cheio;
  • Se for para São Jorge de carro abasteça antes, última opção Alto Paraíso pela GO-118l;
  • A estrada que liga Alto Paraíso a São Jorge tem 36 Km, é larga e com muitos trechos retos, quando está arrumada e sem buracos grandes, então não é bom exagerar na velocidade pois o cascalho solto causa muitos acidentes;
  • Na região o pequi, um fruto do cerrado, é muito utilizado na comida típica. Se você for experimentar não morda o caroço, ou vai ficar com a língua cheia de espinhos. Mas vale a pena experimentar o seu sabor exótico, é só pedir orientação para comê-lo;
  • Todos que for a São Jorge devem parar no Seu Valdomiro. É uma figuraça que mora aos pés do Morro da Baleia, na estrada entre Alto Paraíso e São Jorge. Além de contar vários casos da Chapada, ele vende geleias, bebidas (como pinga e licores com frutos e plantas da região e outros quitutes típicos). Tudo caseiro e preparado lá mesmo. É uma figura folclórica do lugar;
  • Reserve sua pousada com antecedência.
  • Todas as cachoeiras da região são pagas, exceto as do Parque.

 

Você tem alguma dica da Chapada pra nos deixar?

Comente aqui! 🙂

Confira ouros posts sobre a Chapada:

Chapada dos veadeiros: como chegar?

Chapada dos Veadeiros: Onde ficar?

Chapada dos Veadeiros: Onde comer?

Chapada dos Veadeiros: O que fazer?